Quem sou eu

Felipe Picarelli

Diretor Comercial e Marketing.
““Eu sempre me interessei pelas formas como as pessoas se comunicam entre si e tomam decisões em suas vidas”. Seja por influência de algo lido, visto, sentido ou falado. Isto sempre me intrigou, porque, na maioria das vezes, não havia lógica no que era comunicado.

Entendi, com alguma demora, que as pessoas têm pressa em acreditar. Mas, por quê? Eu me perguntava. Foi então que senti um chamado, para que eu dedicasse meu tempo em compreender o processo de comunicação e cognição das pessoas, em função das suas expectativas íntimas e dos seus estímulos sociais.

Comecei optando em fazer um curso universitário em Propaganda e Publicidade e iniciar minha carreira em uma pequena agência de comunicações, a fim, de ter a oportunidade de entrar no campo da linguagem, e assim, entender como uma ideia se traduzia em um conjunto de palavras e orações, que dispostas de uma forma linear, porém rítmica, construiriam um mundo real ou ilusório nas vidas das pessoas.”

“Este foi o início do meu caminho que continuou num ritmo incessante, levando-me a perceber, alguns anos atrás, o aparecimento de um fenômeno que em pouco tempo se tornaria uma grande força de atração e aproximação entre as pessoas: As Redes Sociais.”

Fiz uma extensa pesquisa entre comerciantes de diversos bairros da zona sul para saber como eles se comunicavam com os seus clientes, e quais eram suas ideias para mantê-los fieis, uma vez que, com o advento da conectividade eles teriam meios para acessar, de dentro de suas próprias casas, outros mercados e ofertas que pudessem influenciar suas decisões de compra. “Estávamos, então, no início do e-commerce e do uso das mídias sociais, para apresentação e a criação de formas inéditas de relacionamento entre produtores e consumidores, e também, no desenvolvimento embrionário, porém poderoso, da criação de novos perfis de compradores, bem como, na troca de uma experiência mais interativa entre uma marca e um cliente.

“O tempo mostrou que a minha percepção estava correta e eu me dediquei não somente ao uso das palavras, como também a desenvolver formas de viabilizar, para um número cada vez maior de pessoas, o acesso a conteúdos produzidos. Entrei no mundo da tecnologia e assessorei o desenvolvimento de sistemas que permitiam às organizações a divulgação de suas mensagens para todos os seus colaboradores em tempo real”

“Depois de ter vivido várias experiências com processos e tecnologias de comunicação entendi que não basta somente métodos, sistemas e mídias para garantir a efetividade da comunicação, é preciso entrar na dimensão do indivíduo para entender como a comunicação afeta a sua compreensão dos fatos, altera a sua decisão, orienta seu comportamento e influencia sua motivação.

Acredito que um dos maiores desafios no mundo corporativo é abarcar todos os profissionais de uma organização com uma mensagem clara e cristalina, a ponto dos indivíduos a compreenderem e interagirem de acordo com a sua orientação.”

“Hoje concentro meus esforços no mundo da gestão de pessoas com o intuito de compreender os seus valores e expectativas, e assimilar a maneira como elas direcionam suas energias para alcançar o propósito de suas vidas. Esse é um mundo complexo, por vezes misterioso, com muitos caminhos e obstáculos, mas ao mesmo tempo é um mundo fascinante e repleto de oportunidades. Não há nada de real no mundo objetivo que não tenha passado antes pela mente das pessoas. Ajudá-las a entender sua natureza e aumentar sua consciência para fazer melhores escolhas, certamente, as levará a comunicar suas intenções com maior clareza, e as tornará seres humanos melhores e mais prósperos.”

Saiba Mais